terça-feira, 8 de setembro de 2009

Liberte quem você ama.

Mostre o céu para o seu amor,
Entregue-lhe as sementes para o seu jardim,
Tire as correntes e cesse sua dor,
Faça-o perceber o tamanho de um amor sem fim.

Preencha com rosas, o caminho por onde ele passará.
Com esse rastro, o perfume da eternidade transcederá.
Diga ao mundo e as pessoas quem ele é.
Não delimite seu coração em paredes,
Abra as janelas, perceba seu amor em todo lugar.

Ele pode voar, é inacabável o céu do coração.
Andem por trilhas diferentes e se encontrem no mesmo caminho .
Entre algumas palavras bobas, entregue-lhe uma canção.

Destrua os laços da maldade.
Criem juntos o caminho para a liberdade.
Arquimera, vida, música em água claras,
Refazendo a história de um amor sem jaulas.

6 comentários:

  1. Gostei, amei, adoreii!
    tocante o "amor sem jaulas".
    Continue sempre assim, melhor num dá pra ficar:D

    Abraaçoo!

    ResponderExcluir
  2. Voce que fez?
    Ficou lindo *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Para mim o texto caiu como uma luva..

    É como se fosse um pedido para que eu mesmo me libertasse. Primeiro o amor próprio, em conjunto com o amor dividido, aquele amor de filho, irmão, amigo, namorado! Rsrs'

    Beeijo!

    ResponderExcluir
  4. U-hú, tah lindo moça, gostei de verdade.

    ResponderExcluir
  5. Táa lindo mesmo. voce também escreve com sentimentos. e é bem criativaa!
    Beeijos lindaa

    ResponderExcluir
  6. Sem comentários. Belíssimo texto. Admiro profundamente quem tem a capacidade de fazer poesia. Eu não tenho D:

    ResponderExcluir