domingo, 30 de maio de 2010

Quelqu'un m'a dit - Carla Bruni

Alguém Me Disse
Disseram-me que as nossas vidas não valem grande coisa,
Elas passam em instantes como murcham as rosas.
Disseram-me que o tempo que desliza é um bastardo
Que das nossas tristezas ele faz seus investimentos.

No entanto alguém me disse...
Que você ainda me amava,
Foi alguém que me disse que você ainda me amava.
Seria possível então?

Disseram-me que o destino debocha de nós
Que não nos dá nada e nos promete tudo
Faz parecer que a felicidade está ao alcance das mãos,
Então a gente estende a mão e se descobre louco


Mas quem me disse que você ainda me amava?
Eu não recordo mais, já era tarde da noite,
Eu ainda ouço a voz, mas eu não vejo mais seus traços
'ele ama você, isso é segredo, não diga a ele que eu disse a você'
Sabe, alguém me disse...
Que você ainda me amava, disseram-me isso de verdade...
Que você ainda me amava, Seria isto possível então?

Disseram-me que as nossas vidas não valem grande coisa,
Elas passam em instantes como murcham as rosas.
Disseram-me que o tempo que se vai é um bastardo
Que das nossas tristezas ele faz  seus investimentos.

Composição: Carla Bruni / Léos Carax
                                           
                                         

She & Him - Why Do You Let Me Stay Here?

Falando nisso... já conhecem os dotes musicais da Zooey Deschanel?
Qualquer semelhança com a Katy Perry é mera coincidência !




tradução

Garotas se apaixonam e garotos detestam compromissos... Às vezes não!





       

        

       

       
                                        
        Não há nada mais animador que assistir um filme e sair renovada, com o coração quentinho e um meio sorriso nos lábios. Já tava meio cansada de assistir filmes para ter a sensação de 1 hora e meia a menos na vida, perdidos. Maaaaaaas para minha salvação achei por aqui um dvd perdido: 500 dias com Ela ( 5oo days of summer)! OK, eu sei que não é nenhuma estreia e que provavelmente todo mundo já deve ter assistido! Mas quando eu gosto mesmo de alguma coisa não consigo me conter hihi Já que me resta apenas lamentar de não ter visto no cinema.
    Tão doce, e diferente desses clichês romanticos de filmes americanos. Além de ter a protagonista com os olhos mais absolutamente perfeitos do mundo ( Acho que sou bem extremista ... ) e atuação intocável pelo Joseph Gordon-Levitt com seu charme múltiplo interpretando Tom.
Se você já assistiu releve meu intusiasmo bobo e se você não viu alugue, baixe, compre o pirata na feirinha enfim... em algum momento você vai se identificar.

'' Tem algo que sabemos sobre o amor: É que não sabemos nada!''


            

sábado, 29 de maio de 2010

ACEITAÇÃO.

É mais fácil pousar os ouvidos nas nuvens
e sentir as estrelas
do que prendê-lo à terra e alcançar o rumor dos teus passos.

É mais fácil, também, debruçar os olhos no oceano
e assistir, lá no fundo, ao nascimento mudo das formas,
que desejar que apareças, criando com teu simples gesto
o sinal de uma eterna esperança.

Não me interessam mais nem as  estrelas, nem as formas do mar,
nem tu.

Desenrolei de dentro do tempo a minha canção:
não tem inveja às cigarras: também vou morrer de cantar.

 Cecília Meireles.

My Idea of Heaven - Leigh Nash

  



''No paraíso o amor está em todo lugar.
Não há dor
Não há lagrimas
No paraíso o amor dura para sempre
E não desaparece.''




tradução completa

quarta-feira, 26 de maio de 2010

    '' (...) Para ter problemas com limites é preciso ter limites, certo? Mas eu sou inteiramente tragada pela pessoa que amo. Sou como uma membrana permeável. Se eu amo você, eu lhe dou tudo que tenho. Dou-lhe o meu tempo, a minha dedicação, o meu dinheiro, a minha família, o meu cachorro, o tempo do meu cachorro- tudo. Se eu amo você, carregarei para você toda a sua dor, assumirei por você todas as suas dívidas (em todos os sentidos da palavra), protegerei você da sua própria insegurança, projetarei em você todo tipo de qualidade que você na verdade nunca cultivou em si mesmoo e comprarei presentes de Natal para sua família inteira. Eu lhe darei o sol e um vale de chuva. Darei a você tudo isso e mais, até ficar tão exausta e debilitada que a única maneira que terei de recuperar minha energia será me apaixonar por outra pessoa.'' 



Trecho de Comer, Amar, Rezar de Elizabeth Gilbert.

domingo, 23 de maio de 2010


Pra vocês que estão sempre aqui. Obrigada ! <3

Ps:. Semana de prova! Sabem como é... Atualizações menos rotineiras. :(
                               
                              
                                         clique para ouvir

































sábado, 22 de maio de 2010

Sobre acasos e casos.



             Eu poderia ser menos casual, mais aguçada, sem meio termos e casos de amor paradoxal. Eu poderia escrever na terceira pessoa para parecer mais coerente e sensata quando precisasse definir acasos. Acasos como amar, sorrir, sofrer, sentir. Mil e um acasos mal explicados, cacos soltos como meu platônismo cansativo, mal vivido. Mas não sou única por isso, talvez Freud entendesse e me diagnosticasse alguma síndrome de qualquer coisa. Aliás, acho que Freud não perderia tempo no meus casos; que deixasse para algum romance barato de banca de jornal, os meus acasos. Transcedo e fico vivendo em um lugar tão meu, que ninguém mais conhece. Assim como no País das Maravilhas se pinta rosas brancas de vermelho  eu pinto a realidade de 7 cores.
           Mas no final, nem Freud, País, ou maravilha alguma é capaz de motivar a luta que deve estender por dentro do corpo, diariamente, se esgueirando por todas as fendas da alma. Matando os minotauros nos labirintos da mente, dando fim ao meu platonismo melancólico.
          Aprendi que acasos se calam quando passam e se alastram se a gente os espera com temor.
       Eu poderia tudo oque eu pretendia nas primeira linha deste texto. Mas organizando em etapas, primeiro a espada, depois a luta e no fim : o amor.

quinta-feira, 20 de maio de 2010


Sir Lawrence Alma-Tadema A Coign do Vantage 1895


Quinze anos! é a idade das primeiras palpitações, a idade
dos sonhos, a idade das ilusões amorosas, a idade de Julieta; é a flor, é a vida, e a
esperança, o céu azul, o campo verde, o lago tranqüilo, a aurora que rompe, a calhandra
que canta, Romeu que desce a escada de seda, o último beijo que as brisas da manhã
ouvem e levam, como um eco, ao céu.
Machado de Assis.







quarta-feira, 19 de maio de 2010

A palavra

A palavra é muito mais que um som articulado
Que um meio de comunicação, que uma dicção
Um conjunto de letras e fonemas, um termo vocábulo.
A palavra é acima de tudo
Um veículo que transporta toneladas de expressões
Uma infinidade de linguagem
Milhares de significados intrínsecos…
Porque é através da palavra que manifestamos idéias
Revelamos emoções, damos asas às fantasias
Declaramos o amor, esvaímos o ódio…
A palavra tem o poder fulminante de um raio
                                     Porque destrói corações, assola objetivos, interrompe sonhos
Desvia pensamentos.             
                  A palavra, convence multidões; abre caminhos;
Fecha portas; acalenta a alma; suaviza o espírito;silencia vozes.
A palavra pode ser bonita; muito feia; de baixo calão;
De amor; de carinho; de aversão;
Grande, pequena, dura ou alegre
Pode arrancar sorrisos; proporcionar contentamento;
Despertar a raiva; derramar lágrimas
A palavra é a conexão com o coração
Porque revela sentimentos, dá vazão à dor
Uma linha direta com a mente
Porque expressa opiniões, idéias brilhantes,
Projetos luminosos…
[...]

Nildo Lage

terça-feira, 18 de maio de 2010

Laura Jansen - Single Girls

           

 tradução <3
         
           
              clique para ouvir - Use Somebody *Cover
     


A própria Laura compõe suas músicas. Mais sobre ela : Myspace  Twitter 

segunda-feira, 17 de maio de 2010

             '' Se você tem a coragem de deixar para trás tudo que lhe é familiar e confortável (pode ser qualquer coisa, desde a sua casa aos seus antigos ressentimentos) e embarcar numa jornada em busca da verdade ( para dentro ou para fora), e se você tem mesmo a vontade de considerar tudo que acontece nessa jornada como uma pista, e se você aceitar cada um que encontre no caminho como professor, e se estiver preparada, acima de tudo, para encarar ( e perdoar) algumas realidades bem difíceis sobre você mesma... então a verdade não lhe será negada.''
                                 Elizabeth Gilbert.

domingo, 16 de maio de 2010

PHOTO CABINE

      Já conhecem o La Photo Cabine ? Adoro quando acho essas coisas. Imaginem só um photobooth em casa só com o trabalho de ligar o comutador, hm . Como ele é em francês, fiz um passo a passo:


Depois autorize que ele acesse a WebCam do seu pc :

Agora é só ver quais rescuros você quer:

E pronto! Agora você já sabe algo para quando não tiver nada oque fazer hahaha













* Falando em fotos, deixei a preguiça de lado fiz um Flickr pra postar tanto minhas fotos, quanto as que eu tiro por hobby ou trabalho (dos outros) hihi deem uma olhada :*

sábado, 15 de maio de 2010

What is love?- Never shout never

                                                                                            


tradução

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Águas passadas.

               Não penso mais em você. Não como antes, não como deveria ser se a gente fosse real.
Também já esqueci entre os contatos da agenda teu número, endereço e sobrenome. Ainda me vem imagens distorcidas de alguma palavra torta, sussurrada, amarrada num laço mal feito como um presente dado com má vontade por alguém. Já passei da fase de te escrever abertamente coisas importantes em cartas banais. Que nunca serão repassadas à limpo na nossa antiga realidade... Remoendo o sentimento.

              Esperei mais.  Mais que o momento, que o riso, presença ou rumo... Quis  verdade!

Não há outro alguém, não há ninguém com amor ou sem. E como sempre, só me resta a rima cantada na barcarola do coração. Cada um para um lado, seguindo estranhos na rua. Pulando a voz rouca da consciência contando nossa história minguada. Contando o último não dos primeiros seixos sem um ao outro.

              E as mágoas... deixe que as águas levem.
          

quinta-feira, 13 de maio de 2010



Para apalpar as intimidades do mundo é preciso saber:
Que o esplendor da manhã não se abre com
faca .

(Manoel de Barros)



T-Shirt War.

              

                                                                                     .:.
@Rhett McLaughlin e @Link Neal ficaram famosos com seus vídeos na internet e já são bem conhecidos na gringa, já foram matéria para a CNN, BBC, Fox News, WGN, Guia TV, homepages do Youtube, Revver, Veoh, iFilm, MSNvideo, o DailyReel, YouTube e outros sites de vídeo. ( ufaaaaaaaaaa! )
              Eles mesmo produzem , filmam e editam seus vídeos. Este foi uma animação promocional das suas camisetas que estão disponíveis no SITE deles. - Que por sinal é completíssimo.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

''Todo homem morre, mas nem todo homem vive.''
 (Willian Wallace)



terça-feira, 11 de maio de 2010

...

clique para ouvir

Eliza Doolittle - Skinny Genes



MySpace / Site Oficial / Blog  da Eliza                                     tradução da música

Teu olhar por mim.

                     Uma gota de âmbar caiu sobre teus olhos,
e de terras profundas, floreceu teu olhar sobre mim.
Saiu se esquivando, arenoso, quase chorando
com um brilho amargo,
como se tirassem as cores de um jasmim.

Pretificou o âmbar, virou minério
teu olhar por mim.
Caiu à esquerda, dobrou ao sol
virou orvalho secando, num rosto tão sério.

Um caso volátil, de um romance cigano
de mais um olhar á quimera
de um eterno abraço.
Baixando as retinas de um amor, ou dum ledo engano...


sábado, 8 de maio de 2010

Agora mesmo.

Por Maria Sanz Martins

Você tá dormindo?

- Não, tô acordado.
- Acho que eu tô com medo do escuro.
- Você tem medo de escuro? Tsc, me abraça, fecha os olhos.
- Mas é desse escuro que eu tô falando. Desse que mora dentro de mim.
- Então vem cá, deita no meu peito, fala pra mim desse medo.


(Tô com saudade de agora mesmo.
Não queria que esse nosso agora fosse embora. Mas, daqui um segundo o presente vai envelhecer. Vai morar no reino do passado, onde todos os seixos já foram rolados.
E esse escuro, o desse quarto e o dos meus olhos cerrados, que deixa o barulho do tempo destilado insuportável!
Pior, inevitável.
É isso, droga! Não há cura contra o tempo. Nada no mundo pode prender o agora.
Existe é claro, o trunfo da memória. Obstinada e heróica, vai fazer de tudo para aprisionar o gosto do beijo e o brilho do relâmpago que explodiu quando te vi naquela hora. Vai lutar com todas as forças para se agarrar ao cheiro da pele e à pele do peito. Vai socorrer as cores das paredes e as estampas do edredon e travesseiro. Vai tentar sustentar, ilesos, perfume, cenário e cada beijo.

Também minha gorda imaginação será coadjuvante. Ela não usa relógio, não penteia os cabelos e, quando quer, expulsa gritando a realidade do trono. Vai reescrever essa história mil e uma vezes. Vai transformar as cores, os sons e as luzes. Vai inventar sinais de fumaça, fundos musicais e rever com impaciência todas as cenas fora da seqüência.

Ainda aqui, enquanto ausculto os segundos marcados em seu peito, me sinto de partida. Mas sei que, logo mais, depois da despedida, ainda sem jeito, um tanto rouca, (quase louca), me sentirei, enfim, partida ao meio.

De antemão, metade de mim experimenta uma rasa colher de desespero.

De repente me permito o delírio de acorrentar as águas do rio (para fazer rolarem de novo os seixos); engaiolar o vendaval (para manter despenteados os cabelos); e recolher do chão cada grão de purpurina (por que é esse o brilho que eu quero da vida).

De repente considero dizer eu te amo; tocar fogo nesse quarto; acender a luz; escrever um livro; tirar um retrato. Mas é tarde. Então me perco, te aperto e sinto medo - ou uma imensa saudade de agora mesmo).

  - Não é nada. Bobagem. Só me abraça.

Ingênua personagem.
Ainda não sabe separar o amor do medo.
Não sabe que despir um sentimento pode ser mais difícil que ficar nua em pêlo.
Não sabe que palavras quando não bastam, atrapalham.
E não sabendo, enfim, o que fazer com o fôlego do sentimento, não encontrou melhor desfecho: fechou os olhos e disse boa noite num beijo.

*Na manhã seguinte, no saguão do aeroporto, entregou-lhe um bilhete, que estava entre uma confissão e um segredo, e começava com a estranha frase “ai, que saudade de agora mesmo”.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

dialongando

               Ando meio culpada por esse hiato que fica quando eu não tenho mais inspiração, nem ideias suficiente sobre oque falar. Mas pensando bem, nem precisa. Achei esse moço que fala por mim; aliás, por mim, por você, pelo mundo inteiro e pelas gerações futuras:
Escolhi 2, mas tem mais, muito muito mais!
Inferno, leite em pó e chat da uol




Cine, Colírios, Pais, FAQ#3 e Alienação



HAHAAHAHA Espero que tenha dado pra refletir bastante né, tsc tsc

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Soberania.

Naquele dia, no meio do jantar, eu contei que tentara pegar na bunda do vento — mas o rabo do vento escorregava muito e eu não consegui pegar. Eu teria sete anos. A mãe fez um sorriso carinhoso para mim e não disse nada. Meus irmãos deram gaitadas me gozando. O pai ficou preocupado e disse que eu tivera um vareio da imaginação. Mas que esses vareios acabariam com os estudos. E me mandou estudar em livros. Eu vim. E logo li alguns tomos havidos na biblioteca do Colégio.
E dei de estudar pra frente. Aprendi a teoria das idéias e da razão pura. Especulei filósofos e até cheguei aos eruditos. Aos homens de grande saber. Achei que os eruditos nas suas altas abstrações se esqueciam das coisas simples da terra. Foi aí que encontrei Einstein (ele mesmo— o Albert Einstein). Que me ensinou esta frase: A imaginação é mais importante do que o saber. Fiquei alcandorado! E fiz uma brincadeira. Botei um pouco de inocência na erudição. Deu certo. Meu olho começou a ver de novo as pobres coisas do chão mijadas de orvalho. E vi as borboletas. E meditei sobre as borboletas. Vi que elas dominam o mais leve sem precisar de ter motor nenhum no corpo. (Essa engenharia de Deus!) E vi que elas podem pousar nas flores e nas pedras sem magoar as próprias asas. E vi que o homem não tem soberania nem pra ser um bentevi.

                                                               Manoel de Barro
Texto extraído do livro (caixinha) "Memórias Inventadas - A Terceira Infância".

Why Don't You Love Me? - Beyonce.

                     Se eu fosse fazer um clipe, era assim que eu o faria hahaha IMPECÁVEL!
.



TRADUÇÃO

segunda-feira, 3 de maio de 2010









Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados amar?


Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
amar o que o mar traz à praia, o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,
é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?


Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante,
e amar o inóspito, o cru,
um vaso sem flor, um chão de ferro,
e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave
de rapina.
Este o nosso destino: amor sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.


Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa
amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.



(Carlos Drummond de Andrade)
  
                        

sábado, 1 de maio de 2010

Nosso tempo.

          Tempo para mim, sempre foi como um pedaço de lua que dura o instante da atenção que você dá a ela. E com você também foi assim, eu sempre te busquei. Desde o primeiro dia... E era errado continuar um pequeno desejo diário de que realmente a gente pudesse ser alguma coisa. Naquele tempo por você eu engoliria metade da lua, para guardar o desenho de são jorge e sua espada dentro do corpo, e me proteger do tempo que se acaba todas as vezes . Você nunca me amou um terço do que o meu coração escreve agora . E acabou. Me sinto um tanto sozinha depois que você resolveu se feliz com alguém sem lua, sem são jorge, sem um monte de letra no coração...
         Mas não importa, por que agora eu consigo ver um lado meu que ficava escondido na sombra de tantos quilômetros, pela primeira vez não desejei a sua felicidade, acho que até agora eu queria você fosse infeliz. Por mim, por você e por ela.
Isso me alivia um pouco.
            Mas essa parte fica para o lado do meu coração que está no céu escuro. Com um véu de solidão, mesmo cercado de pequenas estrelas. A outra parte do meu coração deseja felidade para todo mundo e lá no fundo espera um reencontro para um dia eu ter coragem de reler as nossas cartas, sem mágoa.
O tempo é impiedoso, é correto, é justo e sincero. O tempo pode ser cheio, ou vazio. Nós dois tivemos um tempo... Que de tão pouco, cortou um pedaço da lua como um cometa em chamas.

  

Esmée Denters - Love Dealer ft. Justin Timberlake



TRADUÇÃO

* Myspace da Esmeé Denters