sexta-feira, 5 de março de 2010

Por Caio Fernando Abreu.

 

''Brotam espaços azuis quando penso. No meu pensamento, você nunca me critica por eu ser um pouco tolo, meio melodramático, e penso então tule nuvem castelo seda perfume brisa turquesa vime.    E deito a cabeça no seu colo ou você deita a cabeça no meu, tanto faz, e ficamos tanto tempo assim que a terra treme e vulcões explodem e pestes se alastram e nós nem percebemos, no umbigo do universo. Você toca minha mão, eu toco na sua.''

2 comentários:

  1. Falou tudo *-* amei demais.

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaah, Caio Fernando é gênio demais **-*

    ResponderExcluir